23 de agosto de 2015

No limite do amanhã

Bacana, mas esperava mais!
É, eu esperava um pouco mais de "No limite do amanhã" na questão sentimental, imaginei que ia me pegar de jeito, sabe? Talvez faltou um pouco do casal composto por Tom Cruise e Emily Blunt, eles demoraram a se conhecerem melhor, se sentirem. Talvez a personagem de Emily não tenha conquistado o público pela frieza que tentava passar. E Tom... Tom foi Tom. O personagem dele parecia um idiota na hora de ser idiota e um lutador na hora de ser lutador.

Cenas de lutas? São boas demais.

Efeitos especiais? Não percebi imperfeições.

História? Bacaninha

O mistério até o minuto final para saber se eles tinham sobrevivido, ou não, foi legal. A última cena me deixou encucado. O que aconteceu com eles, afinal?
Se fosse para dar uma nota, não seria nem um 9, muito menos um 10, mas não ficaria a baixo da média 6. Pode assistir, talvez você ache incrível.

SINOPSE
Não recomendado para menores de 14 anos   

Quando a Terra é tomada por alienígenas, Bill Cage (Tom Cruise), relações públicas das Forças Armadas dos Estados Unidos, é obrigado a ir para a linha de frente no dia do confronto final. Inexplicavelmente ele acaba preso no tempo, condenado a reviver esta data repetidamente. A cada morte e renascimento, Cage avança e, antecipando os acontecimentos, tem a chance de mudar o curso da batalha com o apoio da guerreira Rita Vrataski (Emily Blunt). Confira o trailer:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...