9 de fevereiro de 2015

Estamos em 2015

O ano em que produtos são fornecidos para talvez nunca serem pagos por aqueles que deveriam dar o exemplo de bons pagadores. O mesmo ano que pessoas físicas também irão declarar o fechamento de suas carteiras e não pagarão mais nenhuma conta por seis meses consecutivos. E talvez, ao mesmo tempo, aumentem a mesada de todos os filhos por acharem justo.
Só para lembrar, também é o ano do esquecimento. Esquecimento das promessas feitas em 2014.
2015 é o ano da comédia, do humor e de tudo que é engraçado, como namoros que acabam por causa de cosquinhas e jornais de humor satírico que acabam em tragédia e fogo, simplesmente por serem engraçadas.
"JE SUIS CHARLIE"
Falando em humor, em 2015 completam 20 anos que a banda Mamonas Assassinas chegou entre os álbuns mais vendidos, sendo que um ano depois também acabaram em tragédia. Curiosamente, acabou também em tragédia a história dos Trapalhões, que há 20 anos tiveram a última exibição do programa em rede nacional.
É... Estamos em 2015 e ainda tá dificil de entender que a faixa de segurança é feita para os pedestres e que os motoristas devem parar e dar a preferência para estes quando for necessário, o que para aqueles que se escondem atrás do volante parece ser apenas uma piada, muito engraçada por sinal. E se assim continuar, com certeza teremos ainda mais tragédias.
Descobri nos primeiros 24 dias de 2015 que ser feliz sozinho é como rir de uma parede vazia. É tipo vazio. É tipo incompleto. É quase como uma piada sem graça no meio do show de humor, o que com certeza é melhor do que rir de uma piada que você mesmo contou.
Eu estou no ano em que quando eu tentei ajudar uma pessoa alguém "meio que me xingou". É como se você quizesse chamar uma ambulância depois de um homem de mais de 50 anos ter caído de bicicleta durante um evento e a pessoa que lhe atende iniciar um sermão de pai, "pois uma ambulância deveria ter sido contratada para uso exclusivo no evento e 'blá blá blá'", como se você fosse o responsável. Enquanto isso, o jovem homem de quase 60 anos mal consegue sair do chão depois de ficar desacordado. E pela demora, a ambulância parecer estar com o pneu furado.
Imagine se isso realmente tivesse acontecido...
E ATENÇÃO! Começou um novo ano e está aberta a temporada de empregos que existem e nunca são preenchidos, enquanto aumenta o número de pessoas que procuram emprego e não acham. É, realmente estamos em 2015.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...