12 de julho de 2014

Privacidade para todos

Privacidade? Todo mundo quer. O ator de cinema, o narrador de futebol, a faxineira, o empresário, o negro, o branco, o pardo e até alemão. O chefe almeja, o empregado do mesmo jeito, o Pedro Bial e os participantes do Big Brother querem, como qualquer um, mas poucos respeitam isso.
Imagine acordar às 10 horas da manhã de um domingo e não poder sair de seu quarto com privacidade suficiente para tomar um banho, trocar de roupa e curtir a sua manhã, pois quase na frente de sua porta estão paradas várias pessoas que você mal conhece. Isso, talvez, não tenha acontecido com muitas pessoas, porém, algo parecido muitos já viveram. Você só queria um pouco mais de espaço dentro da sua própria casa, que é o lugar que você utiliza para descansar e se distanciar da sua rotina de trabalho.
Sabe aqueles artistas famosos e que você vive procurando fotos indecentes na internet e nas revistas de fofoca? Eles também querem privacidade, do mesmo jeito que você, que se considera um ser comum e desconhecido. Do mesmo jeito que eu, que tenho uma coluna no jornal e um programa no rádio.
O problema é que pedir privacidade, hoje em dia, soa como ignorância, boçalidade, rudez, estupidez e grosseria, mas pode ser apenas desejo de menos exposição de sua intimidade. Apostaria que todas as pessoas que ficam sabendo de alguma história sua que se espalhou ficam insatisfeitas e isso também é falta de privacidade, do mesmo jeito que não dar espaço para uma pessoa dentro da sua própria casa.
As pessoas têm suas famílias, seus desejos e necessidades e algumas têm como um de seus desejos a privacidade. Será que você dá privacidade para as pessoas que você admira ou que têm desejo de conhecer de perto? Talvez os artistas não se importem tanto em serem barrados no meio da rua para tirarem um foto ou falarem da vida, a não ser que estejam em um momento particular. O pior é quando eles não conseguem ir para o meio da rua por falta de privacidade dentro de sua própria casa.

Mau gestor
Será que um político que demonstrou ser um péssimo gestor público merece ter mais uma chance de auxiliar na administração de uma cidade? Muitos vereadores acham isso prudente, mesmo sabendo que não seria o melhor para o povo e dizem que as pessoas que votam devem ter a consciência de saber em quem estão votando.
Creio que quando votamos em alguém para nos representar a intenção é que essa pessoa faça o melhor para nós. E o que é melhor? Ter um péssimo gestor à frente de nossa cidade?
Porém, se alguns do Poder Legislativo realmente acham que a decisão deve ficar apenas nas mãos do povo, eu deixo o desafio para as pessoas que votam nas próximas eleições municipais, de descobrir quem são esses maus gestores e provar que todos estão a favor de boas administrações, com gestores confiáveis, competentes e responsáveis.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...