31 de julho de 2014

Chama a vidente, por favor!

- Oi moça, eu vim retirar o dinheiro do meu passe livre.
- Ok, aguarde um momento, pois vou chamar nossa vidente particular para adivinhar se você é um dos beneficiados... Ah, a vidente gostaria de saber qual é o seu nome.
É assim que se dissipa o sonho de mais um jovem brasileiro!
E eu que sempre pensei que o maior problema fosse o fato de grande parte dos estudantes não poderem ser beneficiados, devido às diversas exigências. Porém, estava errado, pois a principal adversidade agora é o dinheiro que está sem distinatário, guardado em alguma gaveta, envelope, bolso ou conta de banco, por tempo indeterminado. Sendo que, indeterminado também é o tempo que nós vamos ficar aguentando e vendo essa bagunça no nosso país.
Bom, tudo começou mal quando o projeto criado tem na nomeação a palavra "livre", mas não é livre. Não é livre nem de longe, porque não se encaixa no perfil da maioria dos estudantes e também não dá liberdade em nada para os estudantes que precisam de transporte, o resto dos problemas é apenas consequência.
Não dizem que aqui é o país do pão e circo? Pois é, um circo em que nós somos mais uma vez uns belos palhaços. Complicados pelo sistema que devia descomplicar. Enganados pelos mesmos que prometem melhorar. Comendo pão seco da semana passada e fazendo três cadeiras por semestre, sabendo que desse jeito só vai se formar em 2028, com o aluguel atrasado e sem 2 "pila" pra ir trabalhar. Então vai lembrar que em 2014 te disseram que o teu passe ia ser livre, mas não foi. Frustrado pelo tempo que perdeu juntando documento, ao invés de fazer um "bico" lavando carro.
Mais frustante do que ter entregado todos os documentos e não ter o cadastro aprovado, é ter legalizado o seu direito de receber um benefício que, por enquanto, está apenas nos sonhos. Paga mil reais na faculdade, quase duzentos de transporte e te dizem que tu vai receber - com três meses de atraso - bem menos do que a metado do dinheiro que tu gasta no caminho do estudo. E o pior é que para receber isso, você depende de alguém que não sabe nem teu nome, muito menos as tuas necessidades.
Os mais radicais diriam em linhas tortas que está na hora de pegar uma mangueira maior que aquela dos bombeiros para limpar as calçadas e não viver resbalando nos erros absurdos de um governo perfeito. Não sou tão radical, então só acho que precisa mudar muita coisa, para que daqui a cinquenta anos alguma coisa tenha realmente melhorado.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...