7 de março de 2014

Três Temas

Volta às aulas (mensalidades)
Quem estuda em universidades particulares deve estar vivendo uma situação um pouco desconfortável nesse início de ano. Foram mais de dois meses em casa, sem aprender ou aproveitar absolutamente nada das suas universidades e, mesmo assim, chegaram dois boletos com altos valores na porta de casa (um em janeiro e outro em fevereiro). Isso me parece estranho. O dinheiro entra na conta da universidade e o conhecimento não chega ao aluno, é isso? Creio que algo esteja errado, porém, aceito manifestações. Garanto que esse assunto não termina aqui.

Abra uma exceção
Você que ainda não aprendeu, faça esse esforço e tente se reeducar para fazer as coisas teoricamente incorretas nos momentos certos e não se transforme no senhor(a) da perfeição o tempo todo. 
Comer frutas e verduras todos os dias faz bem para a saúde, ter uma alimentação saudável e balanceada também, além disso, se beber apenas água e suco natural, ao invés de bebidas alcoólicas e refrigerantes, a tendência é que você continue saudável mesmo depois de muitos anos. Pergunto-lhe: será que tudo isso vale a pena? Não seria melhor se tivesse uma exceção toda semana, ou umas duas ou três exceções durante o mês?
Imagine o prazer que sentiria se, em um dia da semana, você quebrasse o copo cheio de água - água não tem gosto, nem graça -, rejeitasse a salada - saudável e às vezes saborosa - e atirasse para longe a consciência de se alimentar da forma mais correta possível. Não se esqueça, apenas uma exceção é permitida.
Melhor do que estar sempre saudável, é estar saudável podendo comer coisas que saciam apenas os nossos prazeres individuais e não acrescentam mais qualidade em nossa saúde, mesmo que esse tipo de alimento seja consumido em poucas oportunidas. Aproveite o dia de hoje e, se sentir vontade, coma alguma porcaria, mas não exagere na quantidade e mantenha-se saudável.

Destaque da semana
16 bilhões de dólares é uma quantia alta de dinheiro, certo? Parece pouco para os administradores do Facebook. Nesta semana, a maior rede social dos últimos anos anunciou a compra de um dos aplicativos de celular mais famosos em 2013, o WhatsApp - aplicativo de mensagens instantâneas que se tornou febre entre os adolescentes. O Instagram já havia sido comprado pela empresa em 2012, e agora foi a vez do WhatsApp. Quais serão as mudanças? Positivas ou negativas? Vamos aguardar. Será que a ambição de Mark Zuckerberg - fundador e CEO do Facebook - não pode ir longe demais? Ele deve estar torcendo para que a sorte o acompanhe, pois qualquer erro pode ser fatal para a continuidade de suas empresas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...