6 de fevereiro de 2014

Dona Rotina

Acordar às 6h45min - talvez mais cedo para quem já está trabalhando neste horário -, arrumar-se e aguardar mais de 10 minutos até o ônibus chegar, pois, justamente no dia que conseguiste sair cedo, ele se atrasou e demorou o dobro do tempo para lhe buscar. Isto lhe chateou por alguns instantes, mas a vida segue e você deve se concentrar no seu trabalho, porque o dia de hoje será muito corrido.
O chefe está de férias, o colega ficou doente e a recepcionista sempre se atrasa para abrir a porta de sua empresa. Ficaste ainda mais chateado com a situação, porém, quando iniciamos algo, sabemos que não será fácil de administrar os momentos de "crise" e aquele era um momento muito complicado tanto no seu trabalho, quanto na sua vida. As coisas começaram a mudar, mas você não tinha tempo de pensar em tudo, afinal, o relógio já marcava 11h45min, hora de voltar para a sua casa.
Voltou à parada de ônibus, encontrou um amigo e conversou. Dessa vez o ônibus não se atrasou e em sua casa logo chegou. Ficou menos chateado. O almoço estava pronto, almoçou e descansou. Estava tudo ótimo, mas vamos voltar ao trabalho novamente e, antes disso, temos que esperar o ônibus novamente. Atraso anormal do motorista - aquele que era considerado o melhor de todos, chegava sempre nos mesmos horários, sem atrasos ou adiantamentos - e de repente percebe que em menos de 10 minutos deveria chegar ao seu local de trabalho. Loucura, mágoa, sentimento, tristeza, vontade e raiva. Raiva ao lembrar do que lhe aguarda e o que seu outro colega irá dizer do seu atraso. O ônibus chegou (aleluia), mas não era o mesmo, será que trocou o motorista? Não, o pneu havia furado, câmbio estragado e a direção quebrada, tudo deu errado! Não vamos lamentar, vamos trabalhar.
Chegou 15 minutos mais tarde na empresa e teve uma grande surpresa. A recepcionista ainda não abriu a recepção e os outros teimam em não atender o telefone.
- Onde está minha chave? Lembrei. Em cima da mesa, não tenho como entrar.
Não é necessário repetir que ficou muito chateado, mas ficou. Pensou centenas de vezes no que fazer, mas nada adiantou. Finalmente, a recepcionista chegou. Queria xingar e não conseguiu, manteve a calma e seu dia seguiu. Mais uma vez o tempo passou rápido, era final de tarde e pouco fez em suas horas de trabalho, quem sabe amanhã conclua tudo.
Perdeu o horário, mas não perdeu o ônibus. Às 17h45min chegou na parada e o ônibus parado. Pegou-o. Sorte sua, era o mesmo motorista da manhã. Chegou em casa e comeu, mas o alarme apitou e já era a hora de estudar. Mais um ônibus e vamos para a faculdade.
Chegou na aula, sentou e estudou enquanto o professor não chegava e chegou, porém em 30 minutos liberou. Mais uma vez ficou muito chateado, doido e endiabrado - se é que existe essa palavra. O surto passou e, às 22h30min, o ônibus voltou. Dentro dele, andou por 45 longos minutos. O tempo não passava. Passado das 23 horas estava em casa e pronto para dormir.
- Ufa, o dia de hoje acabou - pensou.
- Meu jovem, não quero te desanimar, mas amanhã tudo continua, pois seu chefe continua férias e seu colega ainda está doente. E a recepcionista? Continuará sendo a mesma irresponsável de sempre e ninguém falará nada. Por que você não fala? Ela é só a recepcionista e o caso dela com o chefe não é verdade. Não que eu saiba - falaram para ele.
Enfim, no outro dia acordou. Sabe o que ele fez?
Mudou sua rotina, foi de carro para o trabalho, lembrou da chave do dia anterior, não reclamou e trabalhou. Alguns dias depois o chefe voltou. A recepcionista vai embora no próximo mês. O colega doente mentiu e se demitiu. O outro continua com aquela cara estranha de sempre, meio esbravejante e reclamando com todo mundo, o que já é normal, e não atrapalha mais uma pessoa sequer.
Sabe o que aconteceu?
Hoje ele acorda 15 minutos mais tarde e dorme 30 minutos mais cedo. Às vezes, acorda 15 minutos mais cedo e dorme 30 minutos mais tarde. Não importa. Um dia está de carro, no outro de ônibus e até pega uma carona, se precisar. A vida pessoal fica turbulenta em alguns momentos, o trabalho também e o resto... Ah, continua do mesmo jeito. O que mudou? A rotina. A rotina dele é todo dia ter uma rotina diferente e ela dificilmente é a mesma.
Não seja louco de viver sempre o mesmo ciclo. Seja maluco e tente coisas diferentes.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...