26 de agosto de 2013

A modinha é protestar?

Quem me acompanha desde o início do blog, sabe que eu sempre critiquei muito as modinhas adolescentes, mas ultimamente havia parado de criticá-las. Por que? Porque parecia que elas tinham começado a se dissolver em meio a esses jovens mais conscientes, ou pelo menos não surgiram novas que fossem tão chamativas, ou tão chatas quanto aquelas que eu insistia em criticar. Confesso que dessa vez eu me enganei.
Quando vi os protestos se alastrarem pelas ruas brasileiras, eu pensei que agora nós (adolescentes) íamos mudar o Brasil e melhorar/corrigir maioria das coisas erradas da nossa sociedade. Pensei que seria a revolução dos jovens que colocam a cara pra bater e buscam melhoras sociais no país que se diz como exemplo de igualdade social.
Mas duas coisas dentro desses protestos eu achava ridículo, mas surgiu uma terceira, que eu só vou citar no final do texto. Uma das coisas que eu odiei foi a reação das pessoas mais velhas, que se alienavam pelas coisas transmitidas pelos canais de TV e viviam criticando os protestos, dizendo que “é coisa de quem não tem o que fazer, é um bando de marginais”. Que pessoas são essas que não sabem a importância de lutar pelos seus direitos? Qual o problema? Você não sabe o que está acontecendo com o teu país?
A segunda coisa que me indignou foram os marginais, intrusos e ignorantes que invadiam os protestos para criminalizar uma juventude honesta e que tentava fazer a diferença de maneira positiva. Um grupo de babacas que manchava e envergonhava toda uma nação. Roubos, furtos, assaltos ou saques, não importa, pois enquanto alguns protestavam contra a corrupção, outros saíram roubando tudo que viam pela frente, quem sabe assim eles tornaram o Brasil bem mais bonito, não é?
O terceiro é... A MODINHA. Isso mesmo. Parece que agora o Brasil virou um país perfeito, porque os protestos sumiram. Será que perdeu a graça sair na rua com a galera pra “zuar geral”? Confesso que tenho minhas dúvidas sobre a total integridade desses protestos, será que pra grande maioria não foi apenas um momento modinha? Talvez tenha perdido a graça sair na rua para protestar, ou ficou muito frio e a galera preferiu ficar em casa em baixo das cobertas vendo os corruptos roubarem.
Será que o gigante que tinha acordado voltou a dormir? Espero que não, quero todos nas ruas. Acorda galera, ta faltando professores nas escolas e sobrando dinheiro no bolso dos deputados e senadores. Sai dessa moleza frouxa e vem pra rua com seriedade pra mudar esse pais. Não quero adolescente modinha, quero adolescente consciente. Quero revolução e mudança. Quero o meu pais muito melhor.
Primeiro protesto contra as modinhas, depois contra os políticos. Não adianta colocar no poder alguém que vai manter a modinha mais antiga do mundo, a ROUBALHEIRA.
Não adianta ter protesto se não tiver indignação. Não adianta ter escola “Padrão FIFA” se não tem aluno que fique quieto. Não adianta exigir respeito de político se tu fura a fila da lotérica. Não adianta querer o certo e fazer o errado. Não adianta ser competente se for inconsciente. Não adianta ter protesto se for modinha. Não adianta acordar para a vida e ficar quieto até a morte.
Só adianta buscar um mundo melhor se você contribuir para que ele fique assim.


Por: Deivid Rafael Tirp
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...