29 de janeiro de 2013

Por um triz...



No sábado à noite, a teutoniense Melissa Quaresma, que mora em Santa Maria, estava indo em direção à boate Kiss, no centro da cidade, para se divertir com seus amigos, porém, ao chegar no local, se deparou com uma situação muito surpreendente e triste.
"Nós estávamos em uma outra festa na casa de uns amigos e acabamos passando por lá (Boate Kiss) no centro, até, talvez, para entrar na festa, mas quando nós chegamos já tinha toda a confusão, sirenes, ambulâncias, o pessoal da Brigada, até o exército e a força aérea foi dar reforço. Estava uma confusão indescritível", recorda a jovem.
"No primeiro momento fiquei muito chocada, porque tenho vários amigos, conhecidos e até pessoas de Teutônia que estudam aqui. Fiquei atordoada, comecei a ligar pros meus parentes e pros meus colegas pra saber se estava tudo bem. A maioria foi me dando retorno, mas não tem como não se apavorar, mesmo que tu não tenha conhecidos lá, tu acaba se comovendo porque foi totalmente horrível; tinha pessoas queimadas e pessoas no chão mortas", relatou Melissa de Souza Quaresma, em entrevista à Rádio Popular após a tragédia que matou mais de 230 pessoas na cidade de Santa Maria.
A garota, que estuda na Universidade Federal de Santa Maria, ainda conclui que mesmo não tendo amigos próximos no incidente, tem conhecidos que estavam na boate. "Eu entrei em contato com os amigos que provavelmente estariam na festa, e está tudo bem. Só tenho amigos de amigos meus que estão feridos, e muitos faleceram", conclui.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...